DIREITO DE RESPOSTA

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

 

DIREITO DE RESPOSTA

MATÉRIA : ATENÇÃO SENHORES VEREADORES

Exercendo o direito de resposta , o Serviço de Apoio Básico a Infância e Adolescência , Projeto Sabia , responde aqui a indagação do Sr. Ademir Feliciano/ Site Altiaqui, que contesta o Edital do Processo Seletivo :

Cabe ao senhor em referência , entender que nossa entidade não é publica e sim de direito privado de interesse público , assim não somos obrigados a usar a modalidade edital para contratação de pessoal ,usamos sim este instrumento em prol a democracia , para deixar mais claro e visível nossa intenção e poder proporcionar a todos o direito de participação .

 

Sinto informar , que o decreto a qual se refere nº 4748 de 2003 , rege normas para o processo seletivo simplificado de ENTIDADES PÚBLICAS e não privadas , e a Lei de nos embasa é outra , para seu conhecimento , e nosso regulamento para contratações compras , obras , serviços e alienações foi publicado desde 2005 e está a disposição de qualquer munícipe para apreciação .

 

Assim seria mais prudente , antes de publicar informações caluniosas , errôneas e inverdades que se atentasse a compreensão e interpretação de textos , os quais acreditamos foram escritos para nortearem um entendimento sobre o assunto.

Quanto a publicidade do Processo Seletivo em questão , o site teve acesso a informação da publicação feita em Jornal Oficial e aos locais onde foram afixados os editais e omitiu seu conhecimento na matéria publicada , usando de má fé.

Quanto ao parágrafo que exerce o direito da não contratação de candidato com desempenho inadequado e demissão por medida disciplinar , salientamos que é um quesito dentre outros condicionado pela inscrição e de importância fundamental, visto que é nossa finalidade zelar pela integridade de crianças , adolescentes e jovens atendidos . ( Seria por exemplo aceitável termos em nosso quadro de funcionários pedófilos , traficantes e pessoas que oferecem maus tratos aos nossos atendidos ? )

Recebemos sim , sua visita e o tratamos com a maior clareza , mostramos todos os documentos que provavam a lisura de nossa parte , inclusive ao contrato efetuado com empresa especializada em avaliação de currículos que fará a seleção independente para evitar protecionismo e direcionismo .Os candidatos serão selecionados por adequabilidade de cargo , perfil , habilidades e competência . Mas por esta atitude fomos agraciados com sensacionalismo barato e maldoso , que mostrou o baixo nível de profissionalismo do site Altiaqui e de seu jornalismo desrespeitoso .

. .

Respondendo então ao questionamento da matéria publicada , deveria sim haver adequação , mas em outro direcionamento , no SITE , onde deveriam estar publicados a verdade , o bom senso , a responsabilidade de seus editores .

Encontra-se no site outra coisa , uma mídia irresponsável , caluniosa , maldosa , que em vez de construir a cidadania de seus leitores , tenta destruir com seu sensacionalismo barato e cheio de intenções implícitas a integridade das instituições .

Sinto dizer , mas seu site está desacreditado pela comunidade que está percebendo a intenção político-partidária e de revanchismos , que deveria no mínimo ser neutra , para que fosse legítima e apurativa .

Quanto a interpelação que fazem na matéria aos senhores Vereadores , posso dizer aos responsáveis pelo site , que eles estão atentos sim , sabem e votam com suas consciências e pelo bem de sua comunidade , sabem a quem devem dirigir sua credibilidade , com exceção do que se deixa influenciar , que paga com seu descrédito perante a sociedade .

E nós da SOCIEDADE CIVIL , estamos aqui atentos , pois eles são nossos representantes legítimos e respondem por seus atos e por nosso futuro.

Espero o respeito de publicarem na integra este texto EM PAGINA PRINCIPAL E COM ENFASE NA AMPLA DIVULGAÇÃO , e de se encerrar por aqui este assunto , visto que a verdade já era de seu conhecimento e está a disposição de qualquer vereador ou munícipe que queira analisar os documentos pessoalmente .

Valquíria Peres de Lima – Gestora do Serviço de Apoio Básico a Infância e Adolescência .

 

Artigo Anterior

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Próximo Artigo

Corregedoria quer ouvir cidadãos sobre MP alagoano

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *