NOSSAS MAQUINAS A SERVIÇO DE QUEM?

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

 


Ontem, 07/05, na parte da tarde, comecei a receber ligações em meu escritório informando que maquinas e caminhões da prefeitura municipal de Altinópolis trabalhavam retirando terra de um terreno que “pertenceria” ao Palito, ilustre personagem de nossas matérias.

Fui conferir de perto, juntamente com o vereador José Carlos da Silva (Cristino) e realmente estavam La. Conforme fotografia que tirei.

O terreno fica na avenida Dr. Alberto Crivelenti.

Alem da maquina doada ao município pelo Ministério da Agricultura (gestão Wagner Rossi), havia um caminhão da própria prefeitura e outro pertencente à empresa “ALFALIX”, detentora de contratos milionários com o município e “supostamente” comandada na cidade por Palito.

Ao chegar no local, localizei de imediato, coordenando a retirada de terra, o funcionário publico municipal “Dirceu Soares” qual perguntei: “O que a prefeitura está fazendo aqui”?

A resposta de Dirceu foi esta: “Estamos retirando terra para fazermos o aterramento de uma área que desabou com as chuvas”.

Ao questiona-lo sobre quem seria o proprietário do terreno em questão, Dirceu respondeu que não sabia. Quando insisti se seria do Palito, a resposta foi quase à mesma: ”Isso eu não sei”.

Dirceu é o que aprece pendurado na maquina conforme mostra a foto em tela.

Informações de pessoas que conhecem tanto o terreno quanto Palito, juram de pé junto que o terreno pertence sim a Palito.

Façamos juntos aqui uma breve analise dos fatos:

Se o terreno pertence ou não há Palito, não é problema nosso.

Se a Alfalix está trabalhando para o Palito, o problema também não é nosso.

Porem, nossa maquina, nosso caminhão e nossos funcionários trabalhando para particulares, ai o problema é nosso sim.

Quem estaria pagando por este serviço? O serviço estaria sendo pago? Ou valeria a máxima: “Aos meus amigos tudo, aos meus inimigos o rigor da lei”.

A Alfalix estaria recebendo da prefeitura para prestar serviços à terceiro? O horário em que seu caminhão estava a serviço no terreno, era horário útil de trabalho e a Alfalix trabalha na cidade para a prefeitura.

Segundo a própria prefeitura informou à época da doação das maquinas, as mesmas seriam usadas na pavimentação e conservação de nossas estradas, mas ao que parece, isso não vem acontecendo.

As maquinas são nossas e não da prefeitura, portanto, se alguém usou a maquina para serviços próprios, que pague por eles, afinal, toda doação é feita para o município, a bem do município.

Há apenas de minha parte, desconfiança da propriedade do terreno ser de palito, afinal, não tenho como provar. Mas seja de quem for o terreno, resta-nos saber se estamos pagando com nossos funcionários, nosso maquinário, nosso combustível, em beneficio apenas de terceiros.

Mais uma para os ilustres vereadores da cidade confirmarem. “Investigativos e cumpridores de suas obrigações como são, tenho certeza que não passará em branco”.

Percebam que escrevi em vermelho essa afirmativa, é pura vergonha em afirmar o que afirmei de nosso vereadores.

Fica no ar mais uma!

Ademir Feliciano

 

 

 

 

 

 

 

Artigo Anterior

Parabéns Dr. Washington!!!!

Próximo Artigo

Prefeito na Paraíba é preso por suposto desvio de verba

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *