Comemorando a própria desgraça!

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

 

O ex-prefeito da MARAVILHOSA cidade de Santo Antonio da Alegria, João Batista Mateus de Lima, após ter denuncia apresentada pelo Ministério Publico e aceita pelo Juiz da Comarca de Altinópolis por desvio do erário publico, após, junto de sua esposa e cunhado, terem se locupletado de dinheiro da cidade, teve a pena transformada em fiança em valores de mais de quarenta salários mínimos.

Munido de advogados, Batista entrou com pedido de Habeas Corpus e mediante liminar concedida pela justiça, conseguiu momentaneamente se livrar da fiança.

Motivo este, para que João e sua “TCHURMA” fizessem do município no dia de ontem, 16/08/2012, um verdadeiro CIRCO. Foi foguetório por todo lado!

Resta lembrar que o ex-prefeito se livrou apenas e momentaneamente da fiança, porem, o processo continua a todo vapor e vai responsabilizar quem meteu a mão na grana do povo.

Tem político que extrapola os limites quando o assunto é a cara de pau, e João Batista se coaduna perfeitamente a esta casta maldita de maus políticos que mesmo sendo descobertos, denunciados e condenados, ainda são capazes de comemorar um subterfúgio como se fosse a derradeira VITORIA.

É só para Inglês ver! João Batista Mateus de Lima, pertence à classe mais fétida da política, e seus dias de “liberdade” estão contados.

Não da mais para aceitar gente desse tipo, dentro, querendo entrar e querendo voltar a administrar nossas cidades. Muito menos a MARAVILHOSA Santo Antonio da Alegria.

E agora João???????

Tenho dito!

Ademir Feliciano

 

Segue abaixo o deferimento da liminar

 


Secretaria Judiciária

Eduardo Braga

R. Conselheiro Furtado,nº 705 – GAB 43 Transmissão de Fax: – Confirmação do Fax:

A(o) Exmo.(a) Senhor(a) Doutor(a) MM. Juiz(a) de Direito da Vara Única

Fórum de Altinópolis – Comarca de Altinópolis- SP (ref. Proc. nº 012.01.2009.001444-2)

São Paulo, 16 de agosto de 2012.

Processo nº: 0174442-28.2012.8.26.0000.

Origem nº: 012.01.2009.001444-2

Aderilda Lourdes da Silva Lima e João Baptista Mateus de Lima

Senhor(a) Juiz(a) de Direito:

Por determinação do Senhor Desembargador Relator, Eduardo Braga, comunico, a Vossa Excelência, que a liminar foi DEFERIDA, conforme cópia do despacho que segue anexa.

Aproveito a oportunidade para apresentar a Vossa Excelência os protestos da minha distinta consideração.

___________________________________________________

Guilherme Cleto Pinto Pereira mat. 356.926-7

Escrevente Técnico Judiciário

 

Artigo Anterior

Secretaria de Desenvolvimento Social inaugura Centro Dia para Idosos em Santo Antônio da Alegria

Próximo Artigo

FUNCIONARIOS PUBLICOS PASSAM VERGONHA EM MERCADO.

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *