Ministério Publico de Altinópolis assume investigação da queda da quadra do “CSU”.

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

A Promotora de Justiça do Ministério Publico da comarca de Altinópolis, Dra. Rosana Márcia Queiroz Piola, abriu procedimento de investigação para apurar os motivos pelos quais a construção da quadra do Centro Social Urbano de Altinópolis (CSU) desmoronou por duas vezes.

A quadra poliesportiva, que consumiu aproximadamente R$ 500.000,00, verba destinada pelo Ministério dos Esportes, encontra-se em escombros e com previsão de entrega a população, apenas daqui a um ano, isto, segundo declaração dada pelo prefeito da cidade “Marco Ernani Hyssa Luiz” (Nanão PMDB) ao repórter do programa CQC que recentemente estampou o caso em rede nacional.

Segundo funcionário da promotoria, sua Excelência a Promotora, Dra Rosana, já teria solicitado ao CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), unidade de Franca, pericia no local para constatar as razões das quedas na construção da quadra.

A solicitação da promotora, segundo o funcionário, teria sido em caráter de Urgência.

O fato realmente é grave, e quando de seu acontecimento, (queda da construção), Altinópolis contava com promotor titular, DR. Adinan Aparecido de Oliveira, que até onde sabemos nada fez para elucidar o caso como seria de sua inteira responsabilidade.

Alias; como de fato, parecia ser a linha de conduta do então representante do MP em Altinópolis. Por mais de vez, inúmeras, eu mesmo, Ademir Feliciano, apresentei representações a este promotor. Representações das mais relevantes, com indícios tão fortes de irregularidades que me atrevo a dizer que eram PROVAS, mas; o digno Promotor Publico, nada fez. Ao ponto, de, em alguns destes casos, ex: (Escritório de Advocacia de Evaldo Custodio), eu ter que recorrer ao Conselho Superior do Ministério Publico, para que Dr. Adinan, se dignasse a tomar atitude.

Resta notório a irregularidade cometida com dinheiro publico em relação à construção da quadra poliesportiva do CSU, e nos enche de esperanças, ver, mais uma vez, uma mulher, tomando a frente, em razão das obrigações de seu tão importante e imprescindível cargo, mas, acima de tudo, com a sensibilidade e a coragem típica das mulheres.

Que seja rápida a investigação e a conclusão dos fatos pela Digníssima Promotora Dra. Rosana Márcia Queiroz Piola, é o que todos nós esperamos. Quem tenha responsabilidade por mais este absurdo cometido na Administração Nanão/Ferreira, que pague pelo seu crime de forma exemplar, para que isso, nunca mais volte a acontecer.

OBS: Senhora Promotora, se der tempo, por favor, em nome da população que não aguenta mais tanta bandalheira cometida e ainda sem solução, da uma olhadinha nas representações que se encontram ai mesmo em vossa promotoria.

Solução a caminho e condenação exemplar dos culpados. Isso é JUSTIÇA!

Ademir Feliciano

 

Artigo Anterior

Concluído o relatório da “CEI” dos postos de saúde.

Próximo Artigo

Primeiro Encontro Nacional de Motociclistas.

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *