Deputada Federal “Mara Gabrilli” protesta e é atendida.

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Na sessão plenária de ontem, 05/02, da Câmara Federal em Brasília; sessão tensa por conta dos últimos acontecimentos envolvendo denuncias da Médica Cubana, onde oposição atacava o governo e situação tentava defender, a Deputada Federal Mara Gabrilli (PSDB) usou da palavra, na parte baixa do plenário, uma vez que o mesmo, não da (AINDA) acessibilidade aos deficientes para que usem da tribuna, e proferiu um pequeno discurso, dos mais relevantes e comoventes daquela casa de Leis.

 

 

Gabrilli, assessorada por uma jovem que segurava o microfone para ela por conta de sua deficiência motora, informava ao presidente da casa naquele instante, Simão Sessim (PP) e a seus pares, que esteve em visita ao presídio da Papuda em Brasília, após ter sido informada de maus tratos a presos portadores de deficiência motora (cadeirantes).

 

Relatou a nobre deputada, que ao chegar no presídio, presenciou situação deplorável com os citados presos. Disse ela, que os presos cadeirantes dividiam suas celas com os outros presos em espaço muito pequeno e sem a menor condição de locomoção, higiene, saúde, em se tratando de seres humanos, portadores de necessidades especiais e por conta disso, necessitando também, de local adequado para cumprirem suas penas.

 

Ressaltou que um preso estava com o corpo em feridas dado o tempo que passava na mesma posição na cadeira de rodas, outros, tinham suas cadeiras confiscadas por outros presos, para que de suas ferragens, confeccionassem armas.

 

Ao terminar seu discurso denuncia, Gabrilli foi informada de imediato por Sessim, que a casa acolheria sua denuncia, levaria o caso para a comissão de justiça e para o Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso (PT).

 

A parte de Gabrilli parecia ter sido finalizada, porem, ao assumir a presidência, o titular da cadeira, Deputado Eduardo Henrique Alves (PMDB), chamou pela deputada e informou a ela que, alem de a casa acatar suas denuncias, também o plenário Ulisses Guimarães, aproveitando o recesso das eleições, entraria em obras para garantir acessibilidade não só da Deputada, mas de todos os portadores de deficiência que precisarem usar da Tribuna.

 

Assim que terminarem as reformas, eu quero vê-la estreando a Tribuna e fazendo seus discursos aqui em cima” declarou Eduardo Henrique Alves.

Com tão nobre ato, a Digníssima Deputada Mara Gabrilli, acabou matando dois coelhos com uma cajadada só. Senão vejamos! Deputada Federal, cadeirante, incansável lutadora pelo cumprimento da Lei de acessibilidade, e nem mesmo a casa que votou e aprovou a Lei, casa em que ela figura com destaque, lhe da acesso sequer a Tribuna para discursar.

Mais uma vitoria dessa MULHER LINDA, cadeirante, Deputada Federal, e acima de tudo, comprometida com os ainda, infelizmente, excluídos.

Ainda há muita gente boa na política. Mara Gabrilli é uma delas!

 

Ademir Feliciano

 

 

 

Artigo Anterior

Prefeitura de Altinópolis pede economia de água e ela mesma desperdiça!

Próximo Artigo

Pregadores da fé ou PECADORES Fétidos?

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *