Por 4 votos a 7 prefeito de Altinópolis tem contas rejeitadas na câmara!

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:


Em sessão plenária extraordinária, mais uma vez tomada pela tensão, vereadores votaram a prestação de contas exercício 2011 Nanão/Ferreira, e mantiveram parecer do TCE pela rejeição.

Iniciada por volta das 18:30 horas, a sessão extraordinária que deveria ser rápida e objetiva; uma vez que na semana passada em sessão ordinária destinada a votação das contas 2011, um vereador da bancada governista (Renato Barata) pediu vistas; tornou-se mais uma vez, um espetáculo circense de péssima qualidade.

Presentes à sessão, Nanão e Ferreira usaram da tribuna para mais uma vez, fora de qualquer parâmetro legal, tentarem se defender daquilo que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo detectou como irregular, apontou, julgou e reprovou.

Nós tivemos aceso a integra da sessão, mesmo sem estarmos lá, via SKYPE “online” e faremos aqui, um apanhado de como ela se deu. Assim que tivermos em mãos o vídeo ali produzido; disponibilizaremos aqui.

 

“Nanão” – Usou mais uma vez da tribuna do legislativo como se ali fosse sua casa e fez referências a seu governo. Falou das casas populares, falou das dificuldades enfrentadas pelo município, e ao final, com a maior cara de pau típica de sua índole perniciosa e asquerosa, tentou “PASMEM” cassar o voto do vereador José Carmo Esper-Zé do Carmo- (PSOL). Chegou a propor ao presidente que impedisse o voto de Zé do Carmo alegando ter este, interesse direto na matéria.

Ou é louco de verdade, ou ainda acha que tem alguma autoridade, inclusive na casa de Leis, criada a princípio, e também, para fiscalizar seus atos.

“Ferreira” – O ex-vice prefeito, que até então, havia se mostrado inerte, trabalhando apenas nos bastidores na tentativa de convencer pelo menos um vereador de oposição a votar a seu favor, dessa vez não se conteve; e catapultado pelo desespero da inelegibilidade próxima de acontecer, tomou também a tribuna, mais uma vez sem qualquer respaldo legal em se tratando de sessão extraordinária com o único objetivo de votar as contas e foi fazer sua defesa. Falou mais uma vez de dificuldades, falou que o TCE não tem poder de julgar nada mas sim, de, apenas apontar falhas. Enfim, usou, falou, tentou e não convenceu nem a ele mesmo.

Carlão do Som (PSDB) – Digno de pena se não fosse quem é! Tentou de forma assustadora convencer seus pares (oposicionistas) inclusive com elogios a alguns deles. Falou mais uma vez que o Tribunal de Contas não manda nada. Chegou a dizer que o Tribunal tem sido severo demais com os municípios. Falou do empenho e dedicação do prefeito em “tocar” uma cidade como a nossa com escassez de verbas. Ao final, dirigiu-se aos funcionários públicos que mais uma vez, foram aplaudir o prefeito e cada voto a seu favor, e disse ser ele Carlão do Som, um vereador que busca verbas para o município, que luta ao lado do que é certo, e que está sempre a disposição dos funcionários públicos.

Votou a favor das irregularidades cometidas por “Nanão/Ferreira”.


Renato Barata (PPS) – Fora ele que em sessão ordinária passada, pedira vistas do parecer do TCE alegando haver dúvidas entre os vereadores. Em conversa que tive com ele horas antes da sessão, ao questionar sobre como votaria, este me respondeu: “faço parte de um grupo e esse grupo tem que ser respeitado”. Pergunto: O povo não tem que ser respeitado?

Votou a favor das irregularidades cometidas por “Nanão/Ferreira”.


Maria Inês “BUTINA” (PMDB) – Alguns dias antes das sessões plenárias, encontrei com a vereadora na rua e ela categoricamente, na primeira vez; me disse: “Eu não sou louca de votar contra o tribunal”. Já no segundo encontro fortuito que tivemos, a mesma vereadora me disse: “Não há como votar contra o Nanão”! Ao perguntar porque, me respondeu que tinha compromissos financeiros a cumprir, inclusive com tratamento dentário e dependia do dinheiro do cargo para salda-los. Disse ainda que se votasse pelo parecer do tribunal, Nanão havia dito a ela que traria “Jô dentista” (Secretário de saúde) de volta ao cargo de vereador, de quem ela é suplente; e ela, ficaria sem o cargo.

Votou a favor das irregularidades cometidas por “Nanão/Ferreira”.


Augusto segurança (PSDB)- Praticamente não falou nada. Apenas proferiu seu voto.

Votou a favor das irregularidades cometidas por “Nanão/Ferreira”.


Toninho do Hospital (PDT) – Esse em particular, para mim, foi a maior decepção cometida na sessão de votação das contas mais que irregulares do prefeito Nanão e seu ex-vice- Ferreira.

Nutro por Toninho, um carinho e respeito muito grande. É um excelente profissional de saúde. Em primeiro mandato como vereador, muito bem votado, se prestar a um papel tão sujo como o voto que deu., desabona por demais sua conduta.

Não precisava disso. Era o único ainda não contaminado. Mas…. Cavou sua cova rasa política!

Votou a favor das irregularidades cometidas por “Nanão/Ferreira”.


Luiz da Cascata- (PMDB)- Falou? Sei que falou algo, mas a dicção não é seu forte e muito menos consegue concatenar os raciocínios. Por tanto, como eu acompanhava online pelo sistema SKYPE, me permito falar apenas de seu voto.

Votou a favor das irregularidades cometidas por “Nanão/Ferreira”.


Marquinho Garrincha (PDT)- Em sua última sessão como presidente do legislativo após dois exercícios consecutivos, 2013/2014, o vereador não poderia ter tido conduta mais deplorável e reprovável. Fez defesa pessoal do prefeito no memento que seu hoje “COLEGA” Carlão do Som, usava a tribuna para também defender o prefeito. Fizeram juntos, uma troca de ideias; um respaldando o que o outro falava. Parecia conversa de comadres em beira de cerca.

Não foi capaz de pedir aos funcionários que lá estavam, por imposição do prefeito, que não se manifestassem como mandam as regras da casa. Houve até um funcionário, “Pé de Serra” (que anteriormente processara Nanão, e retirara o processo para que este pudesse concorrer às eleições) que bateu boca com o vereador Sebastião Paulino, sem que o presidente, com a autoridade que lhe faculta o cargo, nada fizesse para evitar o bate-boca.

Terminou a sessão sem proclamar o resultado. (Não usou o termo “Estão rejeitadas as contas do exercício 2011 e mantido o apontamento do Tribunal de Contas”). Apenas informou estarem entrando em recesso a partir daquela data e encerrou a sessão.

Todos estes acima já citados, respaldados pela assessoria jurídica da casa, tentaram todo tipo de manobras para burlar a votação, interrompe-la ou confundir os vereadores de oposição. Tudo minuciosamente engendrado por quem usa do poder do cargo, apenas para se dar bem.

Por sete votos a quatro, a “TURMA” de Nanão/Ferreira saiu pela primeira vez, derrotada naquilo que eles fazem de melhor e sempre assim fizeram. “FALCATRUAS”. Dessa vez não deu pra eles que amargaram goela abaixo, o sabor da honestidade. Honestidade na boca deles, deve amargar como fel. Eles não conhecem o significado dessa palavra.

A atuação da casa presidida por Marquinho Garrincha na noite de ontem, com aval de seus pupilos interesseiros; foi VERGONHOSA! Vocês terão a oportunidade de acompanhar tudo na filmagem que fizemos. E nós; remeteremos a cópia da filmagem para ajudar o Ministério Público em sua decisão.

Caberá agora, exatamente hoje, ao presidente da casa de Leis, enviar a decisão obtida ontem na votação que manteve as contas rejeitadas; ao Ministério Público para as devidas providencias. Com o resultado da votação, estão por força de Lei, os dois, Nanão e Ferreira, inelegíveis. Por tanto, impedidos de disputarem por exemplo, as próximas eleições municipais.

Ainda: O Ministério Público poderá propor a Justiça, o pedido de cassação do mandato do então e atual prefeito “Marco Ernani Hyssa Luiz” Nanão PMDB.

Se a casa de Leis fosse seria, honesta e principalmente voltada para o povo, a cassação se daria lá mesmo. Mas é para gente assim, que existe a JUSTIÇA!

Falamos tanto e não falamos dos quatro votos primordiais que mantiveram as contas IRREGULARES da dupla rejeitadas.

Sebastião Alves Paulino (PTB) Ruan Cabeleireiro (PTB) José Carlos da Silva (PSD) e José Carmo Esper (PSOL) votaram a seu favor POVO de Altinópolis.


Votaram pela preservação de seus direitos, pela dignidade na política, pela limpeza geral dos maus administradores, dos corruptos. Votaram pela MUDANÇA URGENTE E GERAL que Altinópolis há tanto Clama!

Parabéns senhores vereadores de oposição. Apesar de toda pressão que receberam, mantiveram-se retilíneos na probidade e na decência rara nos políticos de hoje em dia.

4 a 7 – Bastou! Está se fazendo enfim “JUSTIÇA” em Altinópolis”.

Oxalá em 2016 a consciência coletiva do altinopolense, transforme-se em inteligência coletiva, para escolher seus representantes, pensando no totalitário; e não, no interesse de poucos USURPADORES do próprio povo.

Venda seu voto e você terá novamente, governado você, gente da laia desses que estão sendo finalmente, EXECRADOS da vida pública.

Deu trabalho, dá e dará ainda muito trabalho, mas o final de doce!

Ademir Feliciano

 

 

 

Artigo Anterior

Altinópolis- Igreja receberia 3 terrenos nos fundos da casa do padre!

Próximo Artigo

Temos por obrigação e gratidão “PRESTIGIAR” a causa é mais que NOBRE!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *