Corrutelas (parte 1) – Heitor Mazzoco

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Altinópolis não pode ser chamada de cidade. É corrutela. Uma busca rápida no dicionário de sinônimos mostra o que pode ser substituído por corrutela: cidadezinha, vilarejo…

É corrutela que se tornou paulista. Está na divisa entre SP e MG. Poderia ser mineira, mas Minas deve ter chutado para SP cuidar. Ande pela rua e faça um teste. Pergunte aos moradores da corrutela quais os filhos ilustres da terra. Vão dizer, depois de pensar muito, Bassano Vaccari, que é Lombardo – de brasileiro não tem nada.

Altinópolis não conhece sua própria história. Não se ensina na escola nada sobre o município. OPS! Corrutela! Ensina-se que o local chama-se Altinópolis por causa de Altino Arantes. Só!

A população da corrutela deve gostar de viver assim: sem museu, sem teatro, sem cinema… Cadê o prefeito?, perguntaria o poeta. O prefeito está respondendo perguntas da população no WhatsApp. Aliás, numa dessas, o senhor prefeito disse ser um prefeito que não fiscaliza obras. “Sou médico pediatra”, afirmou.

O senhor prefeito respondeu aos moradores da corrutela. Todos aplaudiram e agradeceram. Mas vamos colocar Altinópolis na linha da história a partir de agora? Então vamos! Um dos piores prefeitos da corrutela chama-se Marco Ernani Hyssa Luiz. Conhecido como Nanão. Apelido, aliás, que caiu bem, como se pode ver no diálogo entre um turista é um morador de Altinópolis:

– Tem centro cirúrgico em Altinópolis?

– Não!

– Não?

– Nanão!

– E Centro Social Urbano?

– Nanão!

– Cinema?

– Nanão!

– Prefeito?

– Nanão!

 

Heitor Mazzoco é jornalista e pós-graduando em História, Sociedade e Cultura pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

 

 

Artigo Anterior

Porque este ou aquele candidato escolheu estar no partido que está?

Próximo Artigo

Prefeito de Altinópolis-Nanão (PMDB) sonha com coligação entre Roberto “JRM” (PSD) e Ferreira (PSDB) para prefeitura municipal de 2017.

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *