“Texto de Heitor Mazzoco”. Belo Texto!

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Perseguição golpista ‘post mortem’!

 

A minha primeira morada foi na praça 15 de Novembro. Era um lugar movimentado, dizem meus pais. Não me recordo nada, pois deixei-a pequeno, no século passado. Meu vocabulário era escasso: papá, bó, fu. A data que dá nome ao local faz referência ao golpe sofrido pela Monarquia, em 1889. Uns dizem Proclamação da República. Mas o fato está eternizado. Para mim foi golpe!

Descobri o valor histórico da data quando vivia no encontro das ruas Anita Garibaldi e Floriano Peixoto, aos 7 ou 8 anos. Destes, o destaque vai para a guerreira Anita, que já mostrava no século 19 que lugar de mulher ”é onde ela quiser”, como muitas dizem hoje. Já Peixoto foi um dos golpistas de 1889.

Numa outra fase, eis que a rua é Benjamin Constant. Mais movimentada que as anteriores. Pulsa no coração da cidade. Com diversos prédios e com o famoso “espetinho” próximo de uma faculdade. Tudo perfeito. Ou melhor, quase, pois Constant é mais um golpista de 1889.

Deixei a rua Benjamin e subi uma quadra. De nada adiantou. Mais um golpista, meu Deus! Coronel Spínola de Castro. Também dos fins do 19. Foram diversas ruas até o momento. Talvez a lista aumente, pois nunca se sabe. Graças a Deus vivo em casa própria. Não vou correr o risco de, no futuro, morar na rua Michel Temer.

Heitor Mazzoco é jornalista e pós-graduando em História, Sociedade e Cultura pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

 

 

 

 

 

Artigo Anterior

Altinópolis: Mais conforto e segurança para os pacientes do SUS.

Próximo Artigo

Prefeitura de Altinópolis- Oficio aos Secretários, Diretores, e a toda População.

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *